Prefeitura de Rondonópolis inova com 1ª Autarquia do Transporte Coletivo de Mato Grosso

15000
Foto: Felipe Godói/Prefeitura de Rondonópolis

Neste dia considerado histórico para Rondonópolis, as primeiras horas marcaram o início das atividades das operações de rua da 1ª Autarquia do Transporte Coletivo (AMTC) de Mato Grosso, criada pela Prefeitura de Rondonópolis para assumir o serviço de transporte público que vinha sendo realizado sob concessão pela empresa Cidade de Pedra.

Inicialmente, o transporte dos passageiros está sendo realizado por 50 ônibus novos que foram adquiridos pelo município para compor a frota da autarquia, que chega como uma das mais modernas do Estado. Todos os veículos contam com sistema de ar-condicionado, com ultrafiltragem e luz ultravioleta que inibem a propagação de vírus e bactérias, wi-fi, acessibilidade, tomadas para carregar celular, câmeras de monitoramento interno e sistema de telemetria.

Todavia, a ideia é de que a frota de ônibus da AMTC tenha 80 veículos, visando garantir maior conforto, comodidade e segurança para os usuários do transporte coletivo municipal.

Durante esse momento de transição, estimado a princípio em cerca de três meses, o presidente da autarquia, Ivanilson de Oliveira Aguiar Júnior, explica que a gestão do serviço ficará por conta da autarquia e a mão de obra utilizada na operação dos ônibus ficará por conta da empresa Cidade de Pedra

Foto: Felipe Godói/Prefeitura de Rondonópolis

“Vamos aproveitar neste período de transição a mão de obra da Cidade de Pedra, até os trâmites jurídicos e legais da composição da estrutura da autarquia seja toda formatada e passe a adotar os mecanismos legais de contratação e funcionamento técnico administrativo gerencial”, explicou.

O valor da passagem não terá alteração. Mas, nestes primeiros dez dias de operação, o transporte de passageiros será gratuito. “Os ônibus estão circulando de graça em todas as linhas por cerca de dez dias para que a população conheça os novos ônibus”, destaca a secretária de Governo, Ione Rodrigues Santos, durante coletiva com a imprensa nesta sexta-feira. “A gente, então, convida a população para que venha conhecer este novo modelo de transporte público coletivo em Rondonópolis”.

Ela ressaltou que ônibus irão circular nas linhas que eram operacionalizadas pela Cidade de Pedra, que vinha operando com 29 ônibus. Porém, com uma frequência maior, já que terá mais ônibus nas ruas. “Assim, os usuários deverão ficar menos tempo esperando”, disse Ione.

Primeiro presidente da Autarquia, o secretário municipal de Infraestrutura, Vinicius Amoroso, informou durante a coletiva que a pasta, em parceria com a AMTC, já realizou estudo para a implantação de novas rotas e de faixas exclusivas em diversas vias para dar mais agilidade na circulação dos ônibus pela cidade e diminua o tempo de espera dos usuários. “As faixas somam cerca de 25 quilômetros de extensão e já foram licitadas”, revelou.

DIA HISTÓRICO

Rondonópolis vive um dia histórico nesta sexta-feira, 1º de julho. Nas primeiras horas da manhã iniciou as operações nas ruas dos 50 ônibus do sistema de transporte público da cidade pela Autarquia Municipal do Transporte Coletivo (AMTC). Também, um sonho antigo dos moradores da Vila Operária, região mais populosa da cidade, tornou-se realidade logo no início da manhã: a entrega da recuperação do espaço do antigo Centro Social Urbano (CSU), no Jardim Sumaré, que foi responsável por transformar a trajetória de crianças, adolescentes e jovens nos anos 80 e 90.

Além disso, o prefeito José Carlos do Pátio se dirigiu para Cuiabá para assinar com o governo do Estado novos convênios para realização de obras de infraestrutura importante para o desenvolvimento da cidade.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui