Mais de 75% dos passageiros de ônibus em Cuiabá e Várzea Grande se sentem inseguros, aponta pesquisa

A recente pesquisa do Instituto IDOC, afiliado à TV Cuiabá e ao Portal O Documento, revelou que mais de 75% dos passageiros do transporte coletivo de Cuiabá e Várzea Grande se sentem inseguros ao utilizar o serviço. Dos entrevistados, 53,8% consideram o transporte “inseguro” e 22,1% o classificam como “muito inseguro”. Apenas 21,4% acreditam que o serviço é “seguro” e uma minoria de 2,7% o vê como “muito seguro”.

Lucas Barroso Félix, responsável pela pesquisa, destacou que as principais causas de insegurança relatadas incluem a má condução dos motoristas e a superlotação dos ônibus, com casos de passageiros presos nas portas. Além disso, a falta de segurança nos pontos de ônibus, incluindo assaltos e falta de iluminação noturna, contribui significativamente para a sensação de insegurança.

O levantamento foi realizado com 400 pessoas de Cuiabá e Várzea Grande entre os dias 15 e 17 de maio de 2024 e possui um intervalo de confiança de 95% e uma margem de erro de 3,97%. A pesquisa sublinha a necessidade urgente de melhorias na segurança e na infraestrutura do transporte coletivo nessas cidades.

Deixe um comentário