Lúdio Cabral denuncia irregularidades em contrato de concessão do BRT

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) denunciou irregularidades no contrato de concessão do transporte coletivo que permitem à concessionária Metropolitano de Transporte operar o BRT em Cuiabá e Várzea Grande sem licitação.

Durante a coletiva de imprensa, Lúdio acusou o governo do estado e o deputado estadual Eduardo Botelho de conluio para favorecer a concessionária.

Ele destacou um aditivo assinado em dezembro de 2022, que permite essa operação e uma cláusula que garante reembolso à empresa pelos investimentos em caso de desmobilização devido ao BRT.

Lúdio ressaltou que a operação do BRT depende do aval dos prefeitos das duas cidades.

Deixe um comentário